Euro recua após fala de Draghi no fim de semana

O euro recuou frente ao dólar nesta segunda-feira, 14, após comentários feitos pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, no fim de semana. O dirigente reiterou alertas sobre a força do euro, dizendo que uma alta mais acentuada da taxa cambial poderá motivar novos estímulos monetários.

Agencia Estado

14 de abril de 2014 | 18h01

O euro forte vem pesando sobre a frágil recuperação econômica da zona do euro ao manter a inflação baixa. Os investidores, porém, não parecem tão convencidos de uma ação do BCE.

"Falar é fácil, e temos ouvido muitas conversas de dirigentes europeus, mas pouca ação", disse Omer Esiner, analista da Commonwealth Foreign Exchange. "Apesar de esses comentários estarem cada vez mais fortes, eles estão se tornando menos eficientes para depreciar o euro."

Segundo ele, o discurso de Draghi pode ter evitado novos ganhos do euro, mas a moeda não deve cair muito mais a não ser que o BCE anuncie novas medidas de estímulo. O euro acumula alta de 0,7% ante o dólar desde 3 de abril, quando Draghi disse que o banco central "não exclui" medidas adicionais de estímulos para impulsionar a inflação.

No fim da tarde em Nova York, o euro caía para US$ 1,3824, de US$ 1,3890 no fim da tarde de sexta-feira, mas continuava próximo da máxima em dois anos e meio alcançada frente ao dólar no mês passado. A moeda americana subia para 101,86 ienes, de 101,57 ienes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
moedasmundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.