Euro recua das máximas após dados de imóveis nos EUA

Às 10h53, o euro estava em US$ 1,2992, de US$ 1,2997 no fim da tarde de ontem em NY. O dólar estava em 87,56 ienes, de 86,89 ienes, enquanto o euro estava em 113,70 ienes, de 112,91 ienes

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 10h50

O euro recuou da sua máxima intraday em 11 semanas em relação ao dólar, de US$ 1,3047, depois que a divulgação de dados melhores do que o esperado dos preços dos imóveis nos EUA ajudou a divisa norte-americana a se recuperar de suas perdas iniciais.

 

O índice de preços de residências em 20 cidades dos EUA medido pela S&P/Case Shiller subiu 4,6% em maio, ante o mesmo mês do ano passado, superando as previsões dos analistas, que esperavam uma alta de 4,1%.

 

Os dados levaram o dólar a atingir a máxima intraday em relação ao iene, de 87,75 ienes. O euro recuou abaixo dos US$ 1,30, e passou a ser comercializado com uma leva perda em relação ao fechamento de ontem depois da divulgação do índice de preços de residências.

 

Às 10h53, o euro estava em US$ 1,2992, de US$ 1,2997 no fim da tarde de ontem em NY. O dólar estava em 87,56 ienes, de 86,89 ienes, enquanto o euro estava em 113,70 ienes, de 112,91 ienes. A libra estava em US$ 1,5542, de US$ 1,5485. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareuroieneslibra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.