Euro restabelece fôlego com PMI da zona do euro e leilão da Grécia

Às 9h15 (de Brasília), o euro subia para US$ 1,4300, de US$ 1,4235 no fim do dia de ontem em Nova York

Cynthia Decloedt, da Agência Estado ,

19 de abril de 2011 | 09h25

O euro opera sustentado contra o dólar e o franco suíço, pelo inesperado crescimento na atividade econômica na zona do euro em abril e pelo relativamente bem-sucedido leilão de bills da Grécia.

"Ontem, o dia foi tão traumático que a probabilidade maior era de que o mercado reavaliasse os preços hoje", disse o estrategista sênior de moedas do Credit Agricole, em Londres, Daragh Maher, citando o anúncio ontem da Standard & Poor's de que colocou o rating AAA dos EUA em perspectiva negativa.

O crescimento do setor privado da zona do euro inesperadamente se acelerou em abril para a segunda maior taxa desde junho de 2007, segundo resultados preliminares divulgados pela empresa de pesquisas Markit. O índice dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) composto do bloco subiu para 57,8 em abril, de 57,6 em março. Economistas ouvidos pela Dow Jones previam queda para 57,0.

Já a Grécia conseguiu vender 1,625 bilhão de euros em bills de 13 semanas, oferecendo rendimento de 4,1% aos investidores sobre os papéis, acima do yield de 3,85% do leilão de mesmo vencimento feito em 15 de fevereiro.

A demanda no leilão de hoje foi também acentuadamente inferior ao do leilão de fevereiro. A média de ofertas feitas e aceitas, que mostra como a demanda se compara com o montante vendido, ficou em 3,45, de 5,08 em fevereiro, quando foram vendidos 390 milhões de euros desses papéis.

Mas o resultado ficou em linha com a previsão do mercado, já que o aumento das especulações de reestruturação da dívida grega está puxando para cima o rendimento exigido pelos investidores para comprar papéis gregos. Analistas do Lloyds Bank Corporate Markets disseram que seria uma grande surpresa se o yield ficasse abaixo de 4%.

Às 9h15 (de Brasília), o euro subia para US$ 1,4300, de US$ 1,4235 no fim do dia de ontem em Nova York; o dólar operava de lado a 82,66 ienes, de 82,68 ienes ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurodólarmoedasiene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.