Euro ronda a estabilidade diante de poucos negócios

Baixo procura se deve à falta de novidades sobre  a zona do euro e as férias de verão no hemisfério norte

Danielle Chaves, da Agência Estado,

17 de agosto de 2012 | 09h10

O euro opera em torno da estabilidade diante do dólar enquanto a falta de novidades sobre a zona do euro e as férias de verão no hemisfério norte reduzem o volume de negócios no mercado de câmbio. Os operadores aguardam mais detalhes sobre os planos para solucionar a crise de dívida da zona do euro à medida que os líderes europeus voltam ao trabalho.

"Há poucos dados econômicos previstos para a próxima semana, mas como os políticos europeus estão voltando das férias poderemos ter mais informações circulando com relação à Grécia, à Espanha, à Itália, à Linha de Estabilidade Financeira Europeia e outras coisas", comentou Michael Sneyd, estrategista do BNP Paribas.

Existe relutância entre os operadores para impulsionar mais o euro, apesar da redução do yield (retorno ao investidor) dos bônus espanhóis e do contínuo otimismo nos mercados de ações. Analistas disseram que o mercado de câmbio permanece preso à promessa do Banco Central Europeu (BCE) de comprar dívida soberana sob certas condições específicas e aos sinais do Federal Reserve, que realizará o encontro de Jackson Hole no fim deste mês e poderá adotar uma terceira rodada de relaxamento quantitativo em setembro.

O dólar australiano atingiu a mínima de US$ 1,0435, depois de superar US$ 1,05 no começo da sessão asiática, em seguida a relatos de que o Tesouro da Austrália levantou a possibilidade de cortes nas taxas de juros para enfraquecer a moeda. O iene, enquanto isso, recuou frente ao dólar e ao euro, mas se estabilizou posteriormente.

As moedas emergentes, no geral, estão em queda, incluindo o rand da África do Sul, onde violentos confrontos em uma mina de platina deixaram 34 mortos.

Às 8h50 (pelo horário de Brasília), o euro operava quase estável a US$ 1,2357, de US$ 1,2358 no fim da tarde de quinta-feira, e o dólar subia levemente para 79,39 ienes, de 79,35 ienes. A libra caía para US$ 1,5704, de US$ 1,5733 ontem. O índice do dólar medido pelo Wall Street Journal estava em 71,690, de 71,607 na quinta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurozona do euroestabilidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.