Euro se recupera em relação ao dólar antes de reunião do BCE

Equipe de Política  Monetária da área do euro tem encontro marcado nesta quinta-feira, 4

Agência Estado,

03 de julho de 2013 | 18h53

O euro recuperou-se ante o dólar nesta quarta-feira, à medida em que investidores retiraram apostas contra a moeda da Europa antes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) - marcada para esta quinta-feira.

De acordo com traders, ordens de stop-loss sobre posições vendidas em euro foram acionadas quando a moeda superou US$ 1,30.

A moeda europeia caía no início da sessão, em meio às incertezas sobre a estabilidade política em Portugal após a renúncia de dois ministros. A divisa chegou a cair a US$ 1,2923 antes de se recuperar. O euro inverteu a direção em relação ao dólar logo após da divulgação do índice de atividade dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços dos Estados Unidos, medido pelo Instituto para Gestão de Oferta (ISM), que recuou para 52,2 em junho, de 53,7 em maio.

Analistas esperavam que o indicador subisse a 54,0. A recuperação do euro ocorre na véspera das reuniões do Banco da Inglaterra (BoE) e do BCE. Observadores afirmaram que não há expectativa de mudanças neste mês. "Há muita incerteza. Existe mais confiança de que haverá mais volatilidade nas próximas 48 horas do que confiança de que o euro vai cair", disse o estrategista do Bank of New York Mellon, Michael Woolfolk.

Já o dólar recuou ante uma série de moedas após um novo pacote de dados econômicos provocarem uma perspectiva mista sobre a economia dos EUA. Apesar da queda no PMI de serviços, os dados do mercado de trabalho vieram bons. O setor privado dos EUA criou 188 mil empregos em junho, de acordo com pesquisa divulgada nesta quarta-feira pela Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA).

O dado superou a previsão de analistas consultados pela Dow Jones, que esperavam geração de 160 mil novas vagas. Além disso, o número de trabalhadores do país que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 5 mil, para 343 mil, na semana até 29 de junho, ficando bem acima da previsão de 350 mil pedidos.

No fim da tarde em Nova York, o euro subia para US$ 1,3010, de US$ 1,2979 no fim da tarde desta terça-feira, 2, mas caía para 129,90 ienes, de 130,60 ienes. O dólar recuava para 99,93 ienes, de 100,62 ienes, e tinha queda para 0,9466 franco suíço, de 0,9507 franco suíço. A libra estava em US$ 1,5281, de US$ 1,5161. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Moedasfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.