Euro sobe ante dólar, com expectativa sobre EUA

Investidores também aguardam resultado da reunião de amanhã do Eurogrupo sobre a Grécia

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

19 de novembro de 2012 | 10h57

O euro opera em alta ante o dólar, enquanto as esperanças aumentaram de que os políticos dos EUA fecharão um acordo para evitar o acionamento automático de aumentos de impostos e cortes de gastos no ano novo, o chamado abismo fiscal, e enquanto os investidores aguardam o resultado da reunião desta terça-feira (20) do Eurogrupo, em Bruxelas.

O euro subiu para uma máxima de US$ 1,2788 com a melhora do sentimento nos mercados financeiros após a presidente dos EUA, Barack Obama, e os líderes do Congresso falarem na sexta-feira (16) que agirão rapidamente nas negociações bipartidárias para evitar o abismo fiscal em 1º de janeiro.

"É claro que as negociações sobre o abismo fiscal poderão (ainda) fracassar e fazer pender a balança, mas o nosso caso base permanece com um compromisso a ser alcançado. Nós, portanto, continuaremos a ser otimistas em relação ao euro", disse o estrategista cambial do Deutsche Bank Bilal Hafeez em nota a clientes.

O dólar recuou levemente em relação ao iene, após a moeda japonesa atingir uma mínima em sete meses durante a sessão asiática após o líder da oposição no Japão pedir medidas mais agressivas de relaxamento monetário do governo. O dólar atingiu 81,59 ienes, após o acionamento de ordens stop-loss quando foi cotado a 81,50 ienes, o que marcou a cotação mais alta ante a divisa japonesa desde 25 de abril. No entanto, a realização de lucros e a compra do iene por exportadores ajudaram a divisa japonesa a se recuperar das perdas.

"O dólar ainda está tentando encontrar apostadores contra o iene, mas a amplitude do interesse diminuiu para a comunidade alavancada e todo mundo está procurando realizar lucro agora que todos os acontecimentos políticos e da política monetária foram precificados", disse o estrategista de câmbio do UBS Geoffrey Yu em uma nota de pesquisa.

A reunião dos ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo) também está sendo observada pelos investidores, embora expectativas de uma solução definitiva para os problemas crônicos de financiamento da Grécia tenham sido descartadas em alguns mercados. "É improvável que seja alguma forma de um anúncio simbólico, mas ninguém espera que tudo será resolvido amanhã", disse Tom Levinson, estrategista de câmbio do banco ING em Londres. Ele acrescentou que espera que o euro perderá força nesta semana devido a dados econômicos fracos.

Às 10h40 (de Brasília), o euro estava em US$ 1,2764, ante de US$ 1,2744 na sexta-feira. O dólar era negociado em 81,14 ienes, de 81,30 ienes na sexta-feira. A libra operava em US$ 1,5893, de US$ 1,5888 na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadoeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.