Euro sobe ante dólar com negociação fraca

O euro ganhou força em relação ao dólar, superando US$ 1,32, em meio a um volume fraco de negócios, apesar de o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia terem afirmado em um relatório que a Grécia não conseguirá cumprir as metas da reforma tributária neste ano. O iene continuou sob pressão após o primeiro-ministro do Japão recém-eleito, Shinzo Abe, pedir ao Banco do Japão (BoJ) para enfraquecer agressivamente sua moeda.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

24 de dezembro de 2012 | 11h09

Os participantes do mercado disseram que continuarão a observar de perto as negociações orçamentárias nos Estados Unidos, cuja economia poderá sair dos trilhos se o país entrar no abismo fiscal, uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem caso não haja acordo no Congresso.

O dólar continuou um pouco abaixo de 84,62 ienes, uma máxima em 20 meses registrada na semana passada após Abe, que toma posse como primeiro-ministro do Japão na próxima quarta-feira, afirmar que o país precisava se defender contra desvalorizações de moedas promovidas por outros governos, certificando-se que o iene se desvalorizou também.

Em sua declaração mais explícita, Abe disse que o dólar cotado em 90 ienes era "completamente diferente" para os lucros corporativos no Japão que o dólar em 80 ienes. Ele disse que, com um dólar acima de 85 ienes, as companhias que não estavam pagando impostos até agora porque estavam tendo prejuízos, poderão pagá-los.

O novo primeiro-ministro japonês também repetiu os pedidos para que o Banco Central do país estabeleça uma meta firme de inflação de 2% em sua reunião de política monetária e ameaçou adotar medida legislativa para forçar a instituição a fazer isso.

O euro atingiu uma máxima em quase oito meses ante a libra, mas houve pouco fluxo de notícias por trás dos movimentos, com os principais mercados de bônus euros fechados e as Bolsas da região previstas para encerrar o pregão mais cedo.

Às 10h40 (horário de Brasília), o euro estava em US$ 1,3227, de US$ 1,3173 no fim da sexta-feira em Nova York. O dólar estava em 84,45 ienes, de 84,22 ienes na sexta-feira. A libra estava em US$ 1,6168, de US$ 1,6166 na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurodólariene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.