Euro sobe frente ao dólar; libra recua após PIB

O euro subiu frente ao dólar, depois de cinco dias consecutivos de quedas. Indicadores fracos divulgados nos EUA alimentaram a expectativa de que o Federal Reserve adote novas medidas de estímulo à economia; na Europa, Ewald Nowotny, membro do Conselho Executivo do Banco Central Europeu (BCE), falou a favor de dar ao fundo europeu de assistência financeira ESM uma licença bancária, o que lhe daria acesso a crédito barato do próprio BCE.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

25 de julho de 2012 | 18h57

Nos cinco dias anteriores, o euro havia caído quase 2% frente ao dólar. "Os investidores ficaram a descoberto em euros durante a maior parte de julho e esse posicionamento rendeu bons lucros. Por isso, eles estão desfazendo aquelas posições, antes de um mês agosto que poderá ser tranquilo", comentou o estrategista Michael Sneyd, do BNP Paribas em Londres.

A libra caiu diante do euro, depois da divulgação de queda do PIB do Reino Unido no segundo trimestre, mas subiu frente ao dólar, devido às expectativas de novas medidas de relaxamento monetário do Fed. Nesta quinta-feira, os investidores estarão atentos aos indicadores norte-americanos, em especial o de encomendas de bens duráveis, em busca de algum sinal sobre o que o Fed deverá decidir na reunião de política monetária da próxima semana.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2158, de US$ 1,2061 ontem; frente ao iene, o euro estava cotado a 95,01 ienes, de 94,31 ienes ontem. O iene estava cotado a 78,15 por dólar, de 78,20 por dólar ontem; a libra estava cotada a US$ 1,5499, de US$ 1,5505 ontem, e a 1,2747 euro, de 1,2855 euro ontem; o franco suíço estava cotado a 0,9880 por dólar, de 0,9958 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbioeurodólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.