Euro tem leve alta com expectativa de ajuda à Grécia

Perspectiva de solução rápida para Grécia ajudou a moeda comum europeia a recuperar-se da mínima em um ano atingida ontem

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

29 de abril de 2010 | 19h09

O euro conseguiu uma recuperação modesta ante o dólar em um momento no qual autoridades da zona do euro afirmam que um pacote de auxílio financeiro à Grécia pode ficar pronto dentro de alguns dias, atenuando temores com relação ao endividamento do país.

Dados encorajadores da Alemanha e da União Europeia (UE), assim como fortes resultados financeiros de empresas europeias e norte-americanas, alimentaram o apetite por risco, dando força a moedas como os dólares australiano e canadense, ambas muito vinculadas às perspectivas globais de crescimento. A libra também tirou proveito do mercado, avançando quase 1% ante o dólar.

Autoridades da zona do euro disseram esperar para os próximos dias a divulgação dos detalhes de um pacote de ajuda da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Grécia.

Os comentários ajudaram a moeda comum europeia a recuperar-se da mínima em um ano atingida ontem, mas os investidores continuam receosos quanto à possibilidade de contágio da crise em países altamente endividados da zona do euro, segundo Dean Popplewell, analista cambial da plataforma online Oanda.

O anúncio da agência de classificação de risco de crédito Moody's de que está apenas à espera da divulgação dos detalhes do pacote para cortar significativamente o rating da Grécia conteve um avanço do euro.

Apesar da modesta recuperação na sessão de hoje, alguns analistas estão convencidos de que a alta do euro não durará muito, uma vez que outros países periféricos da zona do euro apresentam graves problemas de dívida soberana.

No fim da tarde, em Nova York, o euro era cotado a US$ 1,3238, de US$ 1,3203 ontem; o dólar era negociado a 94,07 ienes, de 94,11 ienes ontem; a libra estava em US$ 1,5323, de US$ 1,5192 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
moedaseurodólariene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.