Euro volta a cair frente ao dólar com temores sobre Grécia

Moeda recuou até 0,6%, oscilando ao redor de US$ 1,35, refletindo a mudança no sentimento dos investidores

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

23 de março de 2010 | 19h39

O euro despencou para a mínima histórica frente ao franco suíço e escorregou frente ao dólar, com os investidores evitando a moeda comum em meio as crescentes preocupações sobre os problemas da Grécia, segundo traders e analistas.

 

Com poucos sinais de um plano concreto para aliviar os problemas de financiamento da Grécia, o euro despencou até a mínima intraday de 1,4262 francos suíços, abaixo do nível de 1,43 francos registrado durante o auge da crise financeira em outubro de 2008. Apesar da disparada do franco suíço, não foram vistos sinais de intervenção por parte do Banco Nacional da Suíça (banco central suíço, SNB).

 

O euro caiu até 0,6% frente ao dólar, oscilando ao redor de US$ 1,35, refletindo a mudança no sentimento dos investidores, de otimismo para cautela, com relação a um pacote de ajuda financeira para a Grécia diante do encontro de cúpula dos líderes da União Europeia nesta quinta e sexta-feira.

 

"O franco suíço está se beneficiando do seu status de ativo de segurança", disse  Sebastien Galy, estrategista de câmbio do BNP Paribas em Nova York. "O mercado está testando o SNB, que está basicamente permitindo um aperto na política monetária através do franco suíço", acrescentou.

 

Nesta manhã, o presidente do SNB, Philipp Hildebrand, alertou os investidores de que o banco central tem a disposição de combater a apreciação do franco suíço. O BC suíço disse que tem instrumentos para conter a alta da moeda da Suíça e evitar pressões deflacionárias.

 

Uma moeda mais forte torna as importações mais baratas, aumentando a pressão de baixa sobre os preços. A apreciação cambial também prejudica as exportações, que têm contribuído para a recuperação econômica da Suíça, e alimenta as expectativas de que um aumento na taxa de juro virá antes de qualquer movimento por parte do Banco Central Europeu (BCE).

 

"Eu penso que o mercado continuará, cautelosamente, a vender o euro frente ao franco suíço e, talvez, ver o SNB a intervir para tentar conter o fortalecimento do franco suíço", disse Rohan Ramchandani, chefe de transações com câmbio do Citibank em Londres.

 

No final da tarde em Nova York, o euro estava em US$ 1,3496, de US$ 1,3554 ontem; o iene estava em 90,40 por dólar, de 90,15 por dólar ontem. O euro estava em 1,4276 franco suíço, de 1,4338 franco suíço ontem. A libra estava em US$ 1,5045, de US$ 1,5095 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
moedasdólareurofrancoiene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.