Europa fecha em alta puxada por mineradoras e montadoras

FTSE-100 subiu 0,50%, CAC-40 avançou 1,61%, e DAX teve alta de 1,43%

Álvaro Campos, da Agência Estado,

28 de junho de 2010 | 14h09

 A maioria das bolsas europeias fechou em alta, diante do avanço nas ações de montadoras e de empresas do setor de commodities, em particular as mineradoras. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 3,03 pontos, ou 1,22%, para 251,36 pontos.

 

Os estrategistas de ações europeias do Morgan Stanley disseram acreditar que um novo mergulho nas economias da Europa,

dos Estados Unidos e do mundo é pouco provável. "Os dados sobre o mercado de trabalho parecem ser o fator mais importante a se observar, mas acreditamos que a perspectivas de melhora nas folhas de pagamentos é boa, levando em

conta o fortalecimento nos indicadores sobre emprego. Entretanto, outros dados importantes devem enfraquecer no futuro, o que pode significar a continuidade dos receios sobre o crescimento por mais um mês ou dois", afirmaram.

 

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 subiu 25,21 pontos, ou 0,50%, para 5.071,68 pontos. "O que estamos vendo em geral são compradores de papéis de mineradoras devido principalmente à expectativa de um compromisso da primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, a respeito da taxa ao setor de mineração", disse o analista Joshua Raymond, do City Index. As ações da Anglo American tiveram alta de 2,24%, as da Rio Tinto ganharam 2,10% e as da BHP Billiton avançaram 0,78%.

 

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, avançou 56,72 pontos, ou 1,61%, para 3.576,45 pontos. As ações da Renault ganharam 3,16% e as da Arcelor Mittal subiram 2,70%. O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, teve alta de 86,62 pontos, ou 1,43%, para 6.157,22 pontos. A Porsche registrou ganhos de 3,11%.

 

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 perdeu 4,73 pontos, ou 0,07%, para 7.214,37 pontos. As ações da Galp Energia subiram 1,70%; a Portugal Telecom caiu 2,34%. Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 subiu 153,50 pontos, ou 1,61%, para 9.688,50 pontos. A Repsol ganhou 2,63%, com investidores comprando ações da petroleira espanhola após o banco Merrill Lynch elevar a recomendação de empresa de "neutra" para "comprar".

 

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, teve alta de 168,87 pontos, ou 0,85%, para 20.130,61 pontos. A Fiat avançou 1,86% e a petroleira ENI subiu 1,29%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
frankfurtdaxcac

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.