Europa recua puxada por balanços decepcionantes

Índice Stoxx Europe 600 encerrou a sessão em baixa de 0,50 ponto (0,19%), aos 266,92 pontos

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

26 de outubro de 2010 | 15h05

As principais Bolsas europeias fecharam majoritariamente em baixa, pressionadas por balanços corporativos fracos, como o do banco suíço UBS e o da siderúrgica ArcelorMittal. Os indicadores divulgados nos EUA também vieram ruins e pesaram sobre as ações na Europa. O índice Stoxx Europe 600 encerrou a sessão em baixa de 0,50 ponto (0,19%), aos 266,92 pontos.

O aumento na confiança do consumidor dos EUA em outubro, como informado pelo Conference Board, ajudou a limitar as perdas nas praças europeias, mas não foi suficiente para reverter as quedas já que o indicador continua em níveis historicamente baixos. Além disso, a S&P Case-Shiller informou que os preços dos imóveis nos EUA caíram em agosto, na comparação com julho, o que não foi bem recebido pelos mercados.

O índice FT-100 da Bolsa de Londres fechou em baixa de 44,68 pontos (0,78%), aos 5.707,30 pontos, pressionado principalmente pelo setor de mineração e pelos dados dos preços dos imóveis nos EUA. Rio Tinto recuou 1,16%, Antofagasta cedeu 1,51% e Anglo American perdeu 1,74%.

Em Frankfurt, o índice Xetra DAX recuou 25,41 pontos, ou 0,38%, para 6.613,80 pontos, puxado pela queda das ações do setor financeiro, que foi pressionado pelos resultados do UBS no terceiro trimestre. Segundo operadores, o DAX reduziu parte das perdas iniciais após a divulgação dos dados sobre a confiança do consumidor nos EUA. Deutsche Bank caiu 1,60%, enquanto Merck perdeu 1,95%.

Na Bolsa de Paris o índice CAC-40 perdeu 17,34 pontos (0,45%), a 3.852,66 pontos, refletindo a queda de 4,96% das ações da ArcelorMittal. Apesar de ter anunciado aumento no lucro líquido no terceiro trimestre deste ano para US$ 1,35 bilhão, a companhia decepcionou o mercado ao fazer projeções mais fracas para o quarto trimestre em razão de uma esperada queda nos preços do aço e da demanda ainda fraca. As ações das fabricantes de artigos de luxo LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton e Hermès International recuaram 3,15% e 11,76%, respectivamente.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 72,50 pontos (0,67%), aos 10.797,80 pontos. O índice FTSE-MIB, da Bolsa de Milão, caiu 71,51 pontos (0,33%) e fechou em 21.363,52 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 contrariou os resultados negativos dos outros mercados e fechou com ganho de 41,54 pontos (0,52%), a 8.027,54 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropaArceloMittalimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.