Europa segue sem direção definida antes da divulgação do PIB dos EUA

No começo do dia as bolsas foram pressionadas pelo tom negativo que predominou no pregão asiático em razão do rebaixamento do rating do Japão pela S&P ontem

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de janeiro de 2011 | 09h01

 As bolsas europeias seguem sem rumo definido, de olho nos mercados externos. As ações foram pressionadas no começo do dia pelo tom negativo que predominou no pregão asiático em razão do rebaixamento do rating do Japão pela S&P ontem. Além disso, os investidores aguardam a divulgação de dados sobre o PIB dos EUA no quarto trimestre do ano passado.

Além do rebaixamento do Japão, ontem a Moody's manteve o rating AAA dos EUA com perspectiva estável, mas alertou que há cada vez mais ameaças à perspectiva de manutenção dessa avaliação. As notícias fizeram com que a maior parte das bolsas europeias abrisse a sessão de hoje em queda.

O clima de cautela é reforçado pela expectativa com os números sobre o PIB dos EUA, que deverão ser divulgados às 11h30 (de Brasília). As estimativas são de expansão de 3,5% na economia norte-americana no quarto trimestre, em comparação com o terceiro trimestre.

As mineradoras lideram os declínios. Às 8h35 (de Brasília), Antofagasta caía 2,22% e African Barrick Gold recuava 1,65% em Londres. Sanofi Aventis perdia 3,13% em Paris, após a companhia farmacêutica informar que a terceira fase de testes para avaliar seu medicamento para combate ao câncer de mama não freou a progressão da doença nem colaborou para as taxas de sobrevivência. Na ponta positiva, o destaque são os bancos, com Santander em alta de 1,34% em Madri.

A Bolsa de Frankfurt subia 0,05%, Paris tinha perda de 0,09% e Londres recuava 0,82%. O euro subia para US$ 1,3716, de US$ 1,3734 no fim da tarde de ontem, enquanto o dólar recuava para 82,64 ienes, de 82,92 ienes ontem. O petróleo para março negociado na Nymex tinha alta de 0,23%, para US$ 85,84 por barril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.