Expectativa de allta do yuan ajuda a derrubar petróleo

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda na New York Mercantile Exchange (Nymex) e na International Commodities Exchange (ICE, de Londres). O mercado reagiu à decisão do Banco Central da China de fixar a cotação central de paridade de sua moeda abaixo dos 8 yuan por dólar, pela primeira vez. A decisão foi recebida pelos mercados como sinal de que a China vai passar a permitir que o yuan se valorize mais rapidamente; isso tornaria as exportações chinesas mais caras, provocando uma desaceleração no setor industrial do país e reduzindo a demanda por matérias-primas, inclusive petróleo. "Isso poderá desacelerar a demanda chinesa por commodities", comentou o analista Phil Flynn, da Alaron Trading. Outro fator foi a declaração do ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, de que a oferta global do produto está superando a demanda. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para junho fecharam a US$ 69,41 por barril, em queda de US$ 2,63. A mínima foi em US$ 69,30 e a máxima em US$ 72,04. Na ICE, os contratos do petróleo do tipo Brent para junho fecharam a US$ 69,67 por barril, em queda de US$ 2,65, com mínima em US$ 69,43 e máxima em US$ 71,50. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.