Família Heineken recusa oferta de rival

Família Heineken recusa oferta de rival

Após rejeição, as ações da cervejaria avançavam 1,53% no início do pregão em Amsterdã

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2014 | 07h26

As ações da Heineken avançavam 1,53% no início do pregão desta segunda-feira, a 60,34 euros, às 05h40, em Amsterdã, após a fabricante holandesa rejeitar a proposta de incorporação da rival SABMiller.

A assessoria financeira Kepler Cheuvreux disse que a proposta da SABMiller foi definida como um movimento defensivo contra uma possível proposta da Anheuser-Busch Inbev de tomar o controle da companhia e que a empresa não ficou surpresa com a recusa.

"Não temos razão para acreditar que a família Heineken não queira manter o controle da empresa", disse a Kepler em nome da SABMiller. A assessoria avalia que o preço-alvo da Heineken é de 65 euros. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Heinekenofertarival

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.