Fator China leva petróleo a fechar em baixa

Dados preliminares mostram que o setor de manufaturados da China está apresentando a maior contração

Patrícia Braga, da Agência Estado,

22 de março de 2012 | 16h50

Os contratos futuros de petróleo caíram 1,8% para US$ 105,35 o barril hoje em reação aos temores de uma desaceleração potencial na demanda da China por petróleo, o segundo maior consumidor mundial da commodity.

O petróleo para entrega em maio caiu US$ 1,92 (1,79%) na bolsa mercantil de Nova York (Nymex), encerrando em US$ 105,35. Na plataforma eletrônica ICE, o Brent para maio US$ 1,06 (0,85%), fechando em US$ 123,14 por barril.

Dados preliminares mostram que o setor de manufaturados da China está apresentando a maior contração desde o declínio de oito meses terminado em março de 2009. O índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) caiu em março para 48,1, o menor nível desde novembro. O índice estava abaixo dos 49,6 em fevereiro, e abaixo do nível de 50 que sinaliza contração.

A desaceleração eleva as preocupações de que o crescimento da demanda da China pode estar mais fraca do que o esperado. A Agência Internacional de Energia (AIE) prevê que a China responderá por metade do crescimento da demanda global por petróleo, 800 mil barris dia, em 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoChinafechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.