Fator Líbia segura alta maior do petróleo

Os futuros de petróleo sobem moderadamente em ambos os lados do Atlântico, mas fatores sazonais e o nível elevado da produção mantêm os preços contidos.

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2014 | 08h01

Segundo David Hufton, analista da corretora PVM em Londres, os preços do Brent continuam fracos e é "apenas uma questão de tempo" antes que fiquem abaixo de US$ 100,00 por barril. Nesta época do ano, muitas refinarias estão em período de manutenção e demandam menos petróleo bruto para processamento.

A produção consistente da Líbia, apesar de tumultos domésticos, também contribui para o nível relativamente baixo dos preços, comentou Hufton.

Já o recente avanço de militantes islâmicos no norte do Iraque não impediu o país de ampliar sua produção a partir do sul, cuja infraestrutura foi ampliada, de acordo com a JBC Energy. O Ministério de Petróleo iraquiano informou que um novo oleoduto, com capacidade de 1 milhão de barris por dia, acabou de entrar em operação.

Às 7h54 (de Brasília), o Brent para outubro subia 0,15%, a US$ 102,80 por barril, na plataforma eletrônica ICE, em Londres, enquanto na Nymex, o petróleo para o mesmo mês avançava 0,27%, a US$ 93,60 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.