Fitch corta rating de Portugal para AA-; perspectiva negativa

Agência afirmou rating de curto prazo em moeda estrangeira do país em F1+ e o chamado teto país (country ceiling) em AAA

Danielle Chaves, da Agência Estado,

24 de março de 2010 | 08h36

A agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou os ratings de probabilidade de inadimplência do emissor (IDR, na sigla em inglês) de longo prazo em moeda estrangeira e local de Portugal para AA-, de AA. A perspectiva para os ratings é negativa. Ao mesmo tempo, a Fitch afirmou o rating de curto prazo em moeda estrangeira do país em F1+ e o chamado teto país (country ceiling) em AAA.

 

"Um considerável choque fiscal contra um cenário de relativa fraqueza macroeconômica e estrutural reduziu o valor do crédito de Portugal", afirmou Douglas Renwick, diretor associado da equipe de ratings soberanos da Fitch, em nota da agência. "Apesar de Portugal não ter sido desproporcionalmente afetado pela crise global, as perspectivas para recuperação econômica são mais fracas do que as dos outros 15 países da União Europeia, o que vai pressionar suas finanças públicas no médio prazo", acrescentou Renwick.

 

A Fitch informou que o rebaixamento reflete o desempenho significativamente ruim do orçamento de Portugal em 2009 e observa que o déficit geral do governo do país no ano passado foi de 9,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, bem acima de 6,5% do PIB previsto pela agência em setembro. "O governo vai precisar implementar medidas de consolidação consideráveis a partir do próximo ano", disse a agência.

 

A perspectiva negativa, por sua vez, reflete a preocupação da Fitch com o potencial impacto da crise econômica global sobre a economia e as finanças públicas de Portugal no médio prazo, "dada a existente fraqueza estrutural do país e o alto nível de endividamento em todos os setores da economia". "O PIB per capita de Portugal e a tendência de crescimento estão significativamente abaixo da mediana AA, o que reduz a tolerância à dívida em relação a outros ratings soberanos de alta classificação", afirmou a Fitch. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FitchratingsPortugal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.