França pressiona BCE a combater baixa inflação

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, continua pressionando o Banco Central Europeu (BCE) a combater a inflação baixa na zona do euro e desvalorizar a moeda do bloco. Em julho deste ano, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu apenas 0,4% ante julho do ano passado, enquanto a meta é ligeiramente menor que 2%.

ANDRÉ ÍTALO ROCHA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Estadão Conteúdo

27 de agosto de 2014 | 15h40

Em discurso para empresários franceses, Valls afirmou que os cortes de juros do BCE anunciados em junho e a promessa de um novo programa de empréstimos para bancos mostram que o banco central está disposto a tomar medidas de estímulo à economia, combater a baixa inflação e acabar com o risco de deflação. "Mas é necessário avançar mais e ser mais rápido, notadamente porque a inflação está muito baixa", disse. "O euro está supervalorizado, o que é ruim para os negócios, é ruim para o crescimento", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaBCEinflaçãoeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.