Franco suíço sobe e atinge recorde histórico de 0,9240 por dólar

Investidores também buscam segurança em moedas como a coroa norueguesa e o rublo da Rússia

Danielle Chaves, da Agência Estado,

24 de fevereiro de 2011 | 09h55

O crescente avanço nos preços do petróleo e a continuação da violência no Oriente Médio levaram os investidores a buscar segurança no franco suíço e na coroa norueguesa na manhã desta quinta-feira na Europa. O franco ampliou os ganhos feitos durante o pregão asiático e atingiu o recorde histórico de 0,9240 franco por dólar e a máxima em seis semanas de 1,2706 franco por euro.

"Enquanto os mercados permanecerem nervosos por causa do Oriente Médio e do preço do petróleo, a reação de reflexo é comprar o franco, que é uma aposta mais clara do que o iene", comentou Daragh Maher, estrategista sênior do Credit Agricole em Londres.

A coroa norueguesa também foi beneficiada pelo aumento dos preços do petróleo. O euro caiu para a mínima de 7,7250 coroas e o dólar recuou para 5,5970 coroas. A coroa já apresentou desempenho melhor do que todas as principais moedas neste mês, "mas enquanto os preços do petróleo continuarem bem sustentados, ela deverá seguir em alta", disse Jane Foley, estrategista sênior do Rabobank.

Outra moeda favorecida pelo avanço do petróleo é o rublo da Rússia, que subiu 0,7%, para 29,09 rublos por dólar, o nível mais alto desde maio de 2010. Diante de uma cesta de dólares e euros, a divisa teve valorização de 0,1%, para 34,05 rublos. "No momento, os altos preços do petróleo estão anulando os efeitos do nervosismo dos investidores em relação aos mercados emergentes", afirmou Sergei Romanchuk, operador chefe do Metallinvestbank. O petróleo é o principal produto de exportação da Rússia.

O dólar, por outro lado, vai sendo afetado negativamente pelo petróleo e o euro chegou a operar acima de US$ 1,38. "Como a ameaça de outra crise do petróleo está crescendo e como o Fed está avaliando os riscos menos energicamente do que o BCE, o euro provavelmente será mais atrativo", declararam estrategistas do Commerzbank em nota a clientes.

Às 9h45 (de Brasília), o dólar caía para 81,86 ienes, de 82,50 ienes no fim da tarde de ontem, e para 0,9264 franco, de 0,9332 franco, enquanto o euro subia para US$ 1,3764, de US$ 1,3747. O euro recuava para 112,64 ienes, de 113,42 ienes, e a libra tinha queda para US$ 1,6161, de US$ 1,6209. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.