FT-100 cai 0,12%; Paris recua 0,4%

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em baixa de 7,0 pontos (0,12%), em 5.779,8 pontos. As ações da GlaxoSmithKline caíram 1,43%, em meio a informes de que a empresa estaria em negociações para a aquisição da suíça Serono; analistas disseram que essa não seria uma compra estrategicamente saudável para a empresa. As da iSoft caíram 44,56%, depois do adiamento de um contrato com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido. As da rede de lojas de música HMV subiram 16,89%, depois de a empresa confirmar que recebeu uma proposta de aquisição (do grupo Permira, segundo o Sunday Times). As ações do setor de petróleo subiram (BP +2,48%, Shell +1,71%). No setor de energia elétrica, as ações da National Grid subiram 2,39%, depois do anúncio de que seu executivo-chefe vai deixar a empresa no fim do ano.Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em queda de 19,81 pontos (0,40%), em 4.936,79 pontos. Traders disseram que o mercado se acalmou depois da atividade frenética da sexta-feira passada, provocada pelo anúncio da oferta da Mittal Steel pela Arcelor. As ações da Arcelor subiram 4,24%, em meio a especulações de que a Mittal vai aumentar sua oferta pela empresa. As da Sanofi-Aventis, do setor farmacêutico, caíram 1,45%, em reação à receita da empresa em 2005. As Pinault- Printemps Redoute avançaram 2,38%, em reação a informes de que a empresa planeja vender a rede de lojas de departamento Printemps.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2006 | 16h01

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.