Fundo da Petrobras lidera alta em julho

O rendimento dos investidores que aplicam em fundos de Privatização da Petrobras foi o maior em julho entre os tipos de carteiras classificadas pela Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid) em julho. De acordo com dados da entidade, o rendimento do trabalhador que usa o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para investir em ações da estatal foi de 3,35% no mês passado. Já o investimento em papéis da Petrobras com recursos próprios cresceu 3,4% em julho. Já as aplicações em papéis da Vale do Rio Doce neste tipo de produto tiveram desempenho oposto no mês passado. Os três tipos de fundos da mineradora - migração, FGTS e recursos próprios - recuaram 2,83%, 2,77% e 2,70%, respectivamente. No acumulado do ano, os fundos Petrobras também lideram em rentabilidade, com 23,14% (FGTS) e 22,73% (recursos próprios). Na ponta contrária estão os fundos setoriais em telecomunicações, que tiveram perda de 10,99%. Ainda de acordo com a Anbid, no mês passado os fundos de investimento registraram captação líquida de R$ 1,594 bilhão. A categoria referenciado DI apresentou o melhor resultado, com entrada líquida de R$ 1,577 bilhão, seguida pela multimercado, com fluxo positivo de R$ 1,413 bilhão. Entre os resgates, os fundos de renda fixa foram o principal destaque, com saída de R$ 2,487 bilhões. As carteiras de ações, por sua vez, tiveram desempenho estável, com resgates de R$ 3 milhões em julho. O patrimônio líquido da indústria aumentou de R$ 817,363 bilhões no final de junho para R$ 828,662 bilhões no mês passado.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2006 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
fundos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.