Fundo do BNDES terá base no índice de carbono eficiente

Gestora do fundo será a BlackRock, empresa líder mundial em gestão de investimentos e que administra US$ 3,2 bilhões em ativos

Mônica Ciarelli, da Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 17h05

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai lançar um fundo de índice formado por ações de empresas que compõem o índice de carbono eficiente (ICO2). A instituição escolheu como gestora do fundo, a BlackRock, empresa líder mundial em gestão de investimentos e que administra US$ 3,2 bilhões em ativos.

O instrumento, conhecido internacionalmente como Exchange Traded Fund (ETF), será formado por ações da carteira da BNDESPar e terá cotas negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.

O banco de fomento explica que o produto seguirá o modelo já utilizado na operação do PIBB, que teve como público alvo o investidor de varejo. O ETF vai refletir o desempenho do ICO2, seguindo a mesma composição de ações e o peso de cada uma delas no índice.

Segundo o banco, o ICO2 teve o melhor desempenho entre os índices amplos (não setoriais) da Bolsa de Valores de São Paulo no último quadrimestre do ano, com rentabilidade de 10,69% de setembro a dezembro de 2010. No mesmo período, o ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) apresentou uma evolução de 9,25%, enquanto o IBrX 100, com alta de 8,83%.

Tudo o que sabemos sobre:
carbonoíndicefundoBolsaBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.