Fundos de investimento têm prejuízo de R$ 12 bilhões

Alto número de resgates não impede que investidores mantenham suas aplicações

Rita Tavares, da Agência Estado,

07 Outubro 2008 | 13h12

Nos últimos quatro meses, até o final de setembro, os investidores em fundos de investimentos populares e também os voltados para alta renda tiveram um prejuízo de R$ 12 bilhões em suas aplicações. Os fundos de ações lideraram as perdas nesse período, com rendimento negativo de R$ 20,6 bilhões. As aplicações em fundos conservadores (curto prazo, DI e renda fixa) tiveram retorno de R$ 8,6 bilhões, enquanto os rendimentos dos fundos multimercado ficaram praticamente estáveis, segundo o site Fortuna. As perdas dos investidores dos fundos populares e de alta renda foram moderadas em junho, com prejuízo de R$ 2,3 bilhões. No mês seguinte, cresceram para R$ 4,2 bilhões, recuando para R$ 1,4 bilhões em agosto. No mês de setembro, voltaram ao nível de julho, com prejuízo de R$ 4,2 bilhões.O site Fortuna, que acompanha o desempenho dos fundos de investimento brasileiros, constatou que, apesar desse forte prejuízo dos fundos de ações no período, os investidores mantiveram essas aplicações, com R$ 100 milhões em saques. Houve, em contrapartida, saques dos fundos multimercado, com R$ 19,3 bilhões, e fundos (curto prazo, DI e renda fixa), com R$ 15 bilhões. Última semana Na semana entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro, o site Fortuna aponta saques de R$ 29 milhões dos fundos de ações que compõem a Seleção AE Fortuna de Fundos Populares. Ao final desse período, esses fundos tinham um patrimônio líquido de R$ 22 bilhões e retorno negativo de 9,13%. Já os fundos multimercado tiveram perdas muito superiores, com saques de R$ 494 milhões, com um patrimônio líquido de R$ 21 bilhões e retorno negativo de 0,70%. Nos três níveis de fundos conservadores da Seleção AE Fortuna de Fundos Populares, houve resgates no período. Os fundos de nível A (aplicação inicial até R$ 5 mil) sofreram resgates de R$ 123 milhões no período, com rentabilidade média de 0,09% - abaixo do CDI de 0,15%. Já os fundos de nível B (aplicação inicial entre R$ 5 mil e R$ 100 mil), tiveram saques de R$ 217 milhões, com rentabilidade média de 0,08% - também abaixo do CDI. Os fundos do nível C (aplicação inicial acima de R$ 100 mil) perderam R$ 301 milhões, com rentabilidade média de 0,12%, perdendo do índice de referência.

Mais conteúdo sobre:
Fundosprejuízo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.