Fusões e Caterpillar puxam bolsas de Nova York para o alto

Resultados financeiros da Caterpillar, divulgados hoje, ajudaram no resultado do mercado, amplicado com declaração do presidente do Fed

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

24 de outubro de 2011 | 19h02

Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta, impulsionados por acordos de fusão anunciados nesta segunda-feira e também pelos fortes resultados financeiros da Caterpillar no último trimestre.

Segundo David Joy, estrategista-chefe de mercado da Ameriprise Financial, o fato de o índice de atividade industrial da China medido pelo HSBC ter subido em outubro para 51,1, de 49,9 em setembro, também contribuiu para o bom desempenho das bolsas. "Isso sugere que os receios com a possibilidade de um novo mergulho da economia mundial na recessão são um pouco exagerados", acrescentou.

Operadores também citaram como fator de suporte para as bolsas o fato de o presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, ter afirmado que é possível o banco central norte-americano "adotar uma nova rodada de afrouxamento quantitativo" (processo que, na prática, injeta dinheiro no sistema financeiro) para estimular a economia.

O Dow Jones subiu 104,83 pontos, ou 0,89%, para 11.913,62 pontos, puxado pelo avanço de 5,00% nas ações da Caterpillar. A companhia anunciou que seu lucro cresceu 44% no terceiro trimestre em relação a igual período do ano anterior e superou as estimativas de analistas. O Nasdaq teve ganho de 61,98 pontos, ou 2,35%, para 2.699,44 pontos - passando a acumular alta de 1,76% no ano -, enquanto o S&P 500 subiu 15,94 pontos, ou 1,29%, a 1.254,19 pontos.

Entre os destaques da sessão, os papéis da Cigna avançaram 1,43% depois de a companhia anunciar que vai comprar a HealthSpring num acordo avaliado em US$ 3,8 bilhões. A notícia também impulsionou as ações da Healthspring, que avançaram 33,74%.

A Oracle subiu 2,33% depois de divulgar que vai adquirir RightNow Technologies por US$ 1,43 bilhão, enquanto a Sara Lee registrou queda de 0,68% após anunciar a venda da maior parte de suas operações relacionadas a café e chá na América do Norte para a J.M. Smucker por US$ 350 milhões em dinheiro. Os papéis da Rightnow Technologies e da J.M. Smucker fecharam em alta de 19,41% e de 0,68%, respectivamente.

A Mattel divulgou que concordou em comprar a HIT Entertainment por US$ 680 milhões de um consórcio liderado pelo Apax Partners e registrou alta de 2,06% em suas ações. "Essa segunda-feira de fusões manteve o apetite por ações", disse Paul Nolte, diretor-gerente da Dearborn Partners. "Indica que as companhias ainda estão buscando formas para gerar receita que não conseguem obter de forma orgânica", acrescentou.

No mercado de Treasuries, os preços caíram, com respectivo movimento inverso dos juros, em meio a expectativas de que as autoridades da União Europeia apresentarão na quarta-feira um plano mais abrangente para combater a crise das dívidas soberanas da região.

"Os investidores estão operando cautelosamente", disse Richard McGuire, estrategista de renda fixa do Rabobank. "As pessoas não querem assumir posições agressivas antes da reunião (de quarta-feira)."

No final da tarde em Nova York, o juro projetado pelos T-bonds de 30 anos estava em 3,273%, de 3,270% na sexta-feira; o juro das T-notes de 10 anos estava em 2,235%, de 2,217%; o juro das T-notes de 2 anos estava em 0,287%, de 0,279%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasNYCaterpillar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.