Futuros indicam abertura em alta em Nova York

Os índices futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura ligeiramente em alta no pregão desta terça-feira, após a divulgação de dados da atividade industrial nos EUA. Às 10h15 (de Brasília), no mercado futuro, o Dow Jones subia 0,04%, o Nasdaq avançava 0,32% e o S&P 500 ganhava 0,04%.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

24 de julho de 2012 | 10h55

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de atividade industrial dos EUA caiu para 51,8 pontos em julho, de 52,5 em junho, de acordo com a leitura preliminar do índice divulgada pelo instituto Markit Economics. Apesar da queda, leituras acima de 50 indicam expansão da atividade.

Já o PMI preliminar da China, medido pelo HSBC, subiu para 49,5 em julho, de 48,2 no mês anterior. Apesar da recuperação, a leitura de julho marcou o nono mês consecutivo de retração na atividade.

Os dados do PMI da Europa, por outro lado, vieram fracos. O da Alemanha caiu para 47,3 em julho, de 48,1 em junho, e o da zona do euro ficou estável em 46,4 este mês, marcando o sexto mês consecutivo de contração.

Mais cedo, os índice futuros de Nova York caíam em meio a preocupações com a frágil situação da Espanha, que estaria considerando a possibilidade de pedir um pacote de resgate total (e não apenas para seus bancos) e da Grécia, cujo plano de ajuda começa a ser revisado pela troica de credores, formada pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

No pré-mercado, a AT&T avançava 1,1% depois de anunciar lucros mais fortes do que o esperado para o segundo trimestre. A receita veio em linha com as expectativas. A Dupont, por sua vez, caía 0,4% depois de sua receita vir abaixo do esperado, embora o lucro tenha superado as estimativas.

A UPS avançava 2,8% depois de divulgar um lucro de US$ 1,12 bilhão para o segundo trimestre, 2,2% maior que em igual período do ano passado. A receita cresceu 1,2%, para US$ 13,35 bilhões na mesma comparação.

A Apple, que divulga o resultado do terceiro ano fiscal após o fechamento do mercado, recuava 0,1%. A Whirlpool recuava 5,07% depois de anunciar lucro de US$ 113 milhões no segundo trimestre, contra um prejuízo de US$ 161 milhões no mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.