GE vende unidade da GE Capital na Austrália por US$ 6,3 bilhões

A General Electric concordou em vender a unidade de crédito ao consumidor da GE Capital na Austrália e Nova Zelândia a um grupo de investidores que inclui a KKR & Co. e o Deutsche Bank. O negócio é avaliado em cerca de 8,2 bilhões de dólares australianos (US$ 6,26 bilhões).

AE, Estadão Conteúdo

15 de março de 2015 | 17h08

A GE vem se desfazendo de seus negócios no setor financeiro em todo o mundo, em meio à pressão de investidores para que a companhia se concentre em suas operações industriais.

Acionistas continuam penalizando a GE por seus negócios no setor financeiro, que muitos veem como arriscado. Desde a crise financeira global de 2008, a companhia vem reduzindo o tamanho da GE Capital, com a venda de bilhões de dólares em ativos. No entanto, a ação da GE continua abaixo de US$ 30 e vem apresentando desempenho inferior ao de concorrentes que não possuem grandes operações financeiras.

Há cerca de um ano, o executivo-chefe da GE, Jeffrey Immelt, defendeu a GE Capital, mas investidores ainda acreditam que a companhia é muito grande, oferece muitos riscos e expões a GE a custos mais altos resultantes de novas exigências regulatórias.

Segundo Immelt, a contribuição da GE Capital no lucro total da GE deve cair para 25% em 2016, de 42% no ano passado e mais de 50% antes da crise financeira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
GE CapitalAustráliavenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.