GM vai construir unidade de engenharia no ABC

A General Motors planeja contratar mais de 600 funcionários no Brasil, em 2007, para desenvolver uma nova unidade global de engenharia e design em São Caetano, no Estado de São Paulo, afirmou hoje o diretor financeiro da GM Mercosul, Luca Maestri. "O novo centro de pesquisa e desenvolvimento criará e produzirá as novas picapes de médio porte da GM", disse Maestri, sem revelar o valor do investimento. Além de ser um mercado relativamente grande, o Brasil também oferece os recursos humanos e físicos necessários para uma plataforma de engenharia. "Escolhemos o Brasil para este projeto devido ao grande know how e infra-estrutura em engenharia que já temos lá", disse Maestri. "Em outros mercados emergentes como a Índia, por exemplo, a GM teria de começar este projeto do zero".A montadora de Detroit já opera unidades globais de engenharia nos EUA, na Europa, na Austrália e na Coréia. A GM planeja expandir suas atividades no Brasil apesar de o País ter perdido em competitividade para outros emergentes, especialmente Índia e China, devido à apreciação do real. A moeda brasileira quase dobrou de valor nos últimos quatro anos. Quando questionado sobre se a GM pretende seguir os passos da alemã Volkswagen, que na semana passada enviou cartas de demissão (temporariamente suspensas) a 1.800 funcionários, Maestri respondeu: "No momento, estamos satisfeitos com o nível de eficiência que alcançamos, mas não podemos descartar ajustes futuros de produção, já que não esperamos que o real se recupere para um valor mais adequado, de R$ 2,7 por dólar". As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2006 | 19h58

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.