Gol inicia operação com novo Boeing na ponte aérea

O Gol realizará no próximo sábado o primeiro vôo da ponte aérea (Rio-São Paulo) com o novo Boeing 737-800 SFP (Short Field Performance), que possui adaptações para pouso em pistas curtas.O novo modelo 737-800 SFP foi desenvolvido pela Boeing a pedido da Gol para ser utilizado no Santos Dumont, que tem uma das pistas mais curtas do mundo, com 1.323 metros de extensão. O novo jato oferece 30% mais assentos do que o Boeing 737-700, usado hoje pela Gol na ponte aérea. "A Boeing nos ajudou a expandir nossa capacidade de transporte na rota mais importante do Brasil", disse o vice-presidente técnico da Gol, David Barioni, em nota à imprensa.A empresa recebeu 11 aviões deste tipo no ano passado e deverá contar com mais 14 neste ano. Os modelos integram a encomenda de 121 Boeing 737-800 SFP feitos pela Gol à Boeing, com entregas entre 2006 e 2012. Trata-se do maior contrato assinado entre a fabricante norte-americana e uma empresa de aviação da América Latina.Atualmente, a frota da Gol é composta por 65 aeronaves Boeing 737-300, 700 e 800, homologados pelas autoridades americanas e brasileiras para pouso e decolagem em pistas curtas, molhadas e com neve. Um dos objetivos da companhia em optar por uma frota padronizada é reduzir os custos de manutenção."Nossa principal preocupação é oferecer aos nossos clientes um transporte seguro e de qualidade. Sempre buscamos soluções inovadoras e não medimos esforços para adequar nossa frota às exigências de segurança do setor", disse Barioni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.