Gol manterá redução de comissão a agentes de viagem

O presidente da Gol, Constantino de Oliveira Junior, informou hoje que a empresa manterá a política de redução das comissões pagas aos agentes de viagem, apesar do boicote realizado por representantes do setor em todo o Brasil para reverter a decisão. Desde janeiro a empresa baixou a comissão de 10% para 7% nos vôos nacionais e de 9% para 6% nos vôos internacionais.O executivo reiterou, durante teleconferência para analistas, que o movimento não atingiu as vendas da empresa, que em janeiro registraram volume recorde de 2 milhões de passagens comercializadas. "Os agentes continuam sendo nossos aliados", disse. Segundo o vice-presidente financeiro da Gol, Richard Lark, 70% das vendas da empresa são realizadas através dos agentes de viagem."Apostamos em um ciclo virtuoso, onde a redução das passagens estimula a entrada de novas pessoas no mercado, gerando mais receita para toda a indústria", afirma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.