Gol quer transferir vôos de Congonhas durante reforma

O presidente da Gol, Constantino de Oliveira Junior, informou hoje que a empresa está conversando com as autoridades a fim de definir qual será a melhor maneira de amenizar problemas que poderão ser causados pelas obras previstas para ocorrer neste ano na pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Uma das alternativas é transferir parte dos vôos para Guarulhos, também na grande São Paulo. Atualmente cerca de 30% das operações da empresa passam por Congonhas.Segundo o executivo, a empresa está trabalhando junto com o governo para planejar e escolher a melhor opção de forma a evitar transtornos para os passageiros, além de qualquer impacto para a performance da empresa em 2007. "É importante que não exista o fator surpresa para o passageiro", afirmou.O presidente da Gol disse que a empresa ainda não definiu se vai oferecer transporte gratuito para seus clientes entre Congonhas e Guarulhos ou para outros aeroportos para onde os vôos possam ser transferidos, mas admitiu que essa poderá ser uma opção.Questionado sobre o impacto da retomada das operações da Varig sobre o mercado de aviação civil, Oliveira Junior afirmou que a companhia está contemplada no planejamento de longo prazo da Gol, já que é uma concorrente de prestígio e de nome tradicional. Segundo ele, a política da Gol continuará sendo a de redução de custos, melhoria de qualidade, além de não adotar a prática de overbooking, o que deve garantir a confiança dos clientes na empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.