Google confirma compra do YouTube por US$ 1,65 bi em ações

A Google confirmou hoje, logo após o fechamento do mercado norte-americano, que vai comprar o site de vídeos YouTube por US$ 1,65 bilhão em ações. O acordo é o maior da história de oito anos da Google e um marco no setor. O número de ações emitidas pela Google para o YouTube será determinado com base na média de 30 dias do preço de fechamento dos papéis dois dias antes de a transação ser concluída. As duas empresas esperam concluir a compra no quarto trimestre. O YouTube vai, no entanto, manter sua marca e escritórios, além de certa independência. Ao longo de todo o dia, as duas companhias anunciaram diversos acordos de licenciamento de conteúdo com empresas de música para seus serviços de vídeo. O YouTube também divulgou uma parceria de conteúdo e um acordo de compartilhamento de receita com a CBS. O YouTube, sediado em San Mateo, Califórnia, afirma que seus vídeos são vistos mais de 100 milhões de vezes por dia. De acordo com a empresa de pesquisa de mercado Hitwise, o YouTube comandou 46% das visitas em sites de vídeos online nos EUA em setembro, contra 21% da News Corp e 11% da Google Vídeo. As ações da Google fecharam em alta de 2% no pregão regular, cotadas a US$ 429, e subiam US$ 4,00 (0,93%) no after hours. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

09 de outubro de 2006 | 18h30

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.