Grécia e troica vão tentar resolver diferenças

Autoridades do governo da Grécia vão se reunir com representantes dos credores do país em Paris amanhã e quarta-feira, segundo comunicado do ministério de Finanças grego.

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2014 | 09h29

O anúncio vem num momento em que as partes tentam resolver diferenças e marcar uma data para o retorno de inspetores da troica - formada pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional (FMI) - a Atenas para concluir uma avaliação pendente da Grécia.

Também na reunião dos dois próximos dias, serão discutidas formas de a Grécia sair do atual programa de ajuda patrocinado pela troica, informou o comunicado.

A Grécia está tentando garantir um acordo antes de 8 de dezembro, quando ministros de finanças da zona do euro - o chamado Eurogrupo - se reunirão em Bruxelas.

As últimas negociações entre gregos e seus credores não avançaram, diante da recusa de Atenas de adotar medidas de reforma impopulares nos setores de seguro e mão de obra.

Ambos os lados também têm divergências em relação ao déficit fiscal da Grécia em 2015, com a troica calculando o saldo negativo em mais de 2,5 bilhões de euros e o governo alegando que não haverá déficit porque a economia crescerá com mais força que o esperado e as receitas aumentarão devido à recuperação do turismo.

Na sexta-feira, uma autoridade sênior da UE disse que a Grécia pode, tecnicamente, estender o programa de ajuda, que vence no final de dezembro, em até 12 meses. Segundo ele, porém, a eventual prorrogação do programa será acompanhada por uma série de duras exigências se a avaliação pendente não for completada antes do fim do ano. Fonte: Market News International.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.