Guilherme Laager, ex-Vale, será presidente da Nova Varig

O ex-diretor de logística da Companhia Vale do Rio Doce, Guilherme Laager, assume a presidência da Nova Varig a partir do dia 20 de novembro. O convite foi feito pelo presidente do conselho de administração da VarigLog, Marco Antonio Audi. A nova controladora da Varig ainda aguarda a certificação da companhia como concessionária de transporte aéreo (cheta) da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Segundo Audi, o certificado é esperado em duas semanas. "Guilherme tem espírito de equipe e é extremamente voltado para resultados. Tem o perfil ideal para liderar a Varig neste momento de grandes desafios. Estamos satisfeitos e confiantes: hoje, a Varig dá mais um importante passo para retomar seu espaço no mercado de aviação", afirma Audi, por meio de nota. Na semana passada, o presidente da Anac, Milton Zuanazzi, preferiu não dar prazos para a certificação da Nova Varig, mas admitiu que as "coisas avançaram". Laager é formado em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ingressou na Vale em 2001 e ficou responsável pela condução da política estratégica de fortalecer a logística da empresa, em especial a rede de ferrovias administrada pela companhia. Desligou-se da Vale na semana passada, mas seu nome ainda constava hoje da relação de diretores no site da mineradora.Antes, o executivo trabalhou 12 anos na Brahma e na AmBev. Iniciou sua carreira na João Fortes Engenharia, em 1977, e, dois anos depois, foi para a Internacional Engenharia. Em 1981, trabalhou na extinta Andersen Consulting, atual Accenture. Também chegou a presidir a Associação Nacional dos Transportes Ferroviários (ANTF)."Estou absolutamente motivado para assumir a Varig em sua nova fase. É um desafio estimulante e uma honra trabalhar para reerguer uma companhia que faz parte da minha história e de todos os brasileiros. Eu cresci admirando a Varig e quero, junto com o time da companhia, contribuir para que a estrela brasileira volte a brilhar. Vamos colocar a Varig de volta ao lugar fundamental que sempre ocupou no país: de geradora de divisas e empregos na economia e de melhor empresa aérea em qualidade e serviços", afirma Laager, por meio de comunicado.A ex-presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Maria Silvia Bastos Marques, chegou a ser convidada por Audi para o cargo, mas recusou. A executiva preferiu assessorar a nova Varig e integrará o conselho de administração da empresa. Outro nome que chegou a ser sondado por Audi para a presidência da Nova Varig foi o de Luiz Eduardo Falco, presidente da Telemar, mas as negociações não avançaram. Outro nome da Telemar que está sendo sondado por Audi para a diretoria da Nova Varig é o de Alberto Blanco, diretor de novos negócios da operadora de telefonia, que está se desligando da companhia. Na semana passada, Audi contou que ainda não havia nada acertado com Blanco, mas que a idéia é o executivo comandar a área de marketing, mesma função que ocupou na operadora de celular Oi.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2006 | 19h18

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.