Reuters
Reuters

Guru do mercado financeiro prevê queda de 30% em ações de Nova York

Gestor da Franklin Templeton por mais de 30 anos, Mark Mobius acredita que basta um gatilho negativo para que ações despenquem

O Estado de S.Paulo

17 Abril 2018 | 15h08

O guru de investimento Mark Mobius, de 81 anos, acredita que o mercado de ações americano pode vir a sofrer uma correção de 30%, que apagaria os ganhos dos últimos dois anos.

+ FMI melhora projeção do PIB do Brasil em 2018 e 2019

Gestor da Franklin Templeton por mais de 30 anos, Mobius criou um dos primeiros fundos de mercados emergentes do mundo. Ele afirmou, em entrevista ao portal "Financial News", que os indicadores de mercado apontam para uma queda nos índices S&P 500 e Dow Jones.

"Quando a confiança do consumidor está em alta, como nos EUA, isso não é um bom sinal. O mercado parece estar esperando por um gatilho que fará com que ele caia", explicou. O que provocaria a queda, contudo, ele afirma não ser capaz de prever. Mas cita como possibilidades um desastre natural ou uma guerra entre EUA e Coreia do Norte.

O investidor teme que uma queda de menor grau seja amplificada pelo uso crescente de fundos negociados em bolsa, conhecidos como ETFs, que representam quase metade de todas as ações norte-americanas. De acordo com o gestor, com "computadores e algoritmos trabalhando o tempo todo, veríamos um efeito de bola de neve".

Em 2009, após a crise, Mobius acertou a previsão de que o mercado passaria a ingressar em um movimento de alta. Já em 2016, a previsão dele não foi tão feliz. Então gerente executivo da gestora Franklin Templeton Emerging Markets, ele afirmou que a Petrobras teria de recorrer à recuperação judicial para fazer frente a suas dívidas, considerando que os aspectos legais eram muito complicados, por tratar-se de empresa estatal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.