HK: -0,43% com vendas de China Mobile e Hutchson

A Bolsa de Hong Kong fechou em queda de 0,43% nesta terça-feira, liderada pelas baixas nos papéis de China Mobile e Hutchison Whampoa. China Mobile caiu 0,7% e Hutchison Whampoa, 0,8%; China Unicom declinou 2,1%. Por outro lado, operadoras de telefonia fixa registravam avanços. China Netcom subiu 1,6% e China Telecom teve alta de 0,4%. O mercado chinês registrou alta hoje, na medida em que a procura por papéis do China Merchants Bank manteve-se forte, em antecipação ao lançamento de suas ações em Hong Kong. O movimento também ajudou na valorização dos papéis de outros bancos. O Xangai Composto subiu 0,4%, enquanto o Shenzhen Composto teve leve queda de 0,1%. China Merchants Bank subiu 3,7%. China Minsheng Banking avançou 3,7% e Shanghai Pudong Development Bank teve alta de 1,5%. O yuan caiu e no fim do dia o dólar subia para 7,9390 yuans no sistema automático de preços, de 7,9410 yuans segunda-feira. Uma onda de protestos com o objetivo de retirar o presidente taiwanês Chen Shui-bian do cargo - prevista para começar no sábado - deixou os investidores nervosos em Taipé. O Taiwan Weighted caiu 0,2%, depois de ter registrado seu melhor desempenho em três meses ontem. Traders disseram que os investidores realizaram lucros em razão das incertezas sobre os protestos. ?Alguns gerentes de fundos venderam ações de tecnologia e compraram papéis de outros setores, como bancário?, disse Diana Wu, da Capital Securities. Taiwan Semiconductor Manufacturing caiu 1,2%; United Microeletronics teve baixa de 0,6% e Media Tek fechou em queda de 3,5%. O mercado sul-coreano fechou em leve alta nesta terça-feira, estimulado pelas compras de investidores estrangeiros e pela queda dos preços do petróleo. O índice Kospi subiu 0,2%, em um dia de pregão tranqüilo, pois o mercado não pôde contar com os resultados de Wall Street para se balizar, já que não houve negociações ontem nos EUA em razão do feriado do Dia do Trabalho. Investidores estrangeiros procuraram ações de empresas com boas perspectivas de lucros no segundo semestre, como papéis dos setores automobilístico e de construção naval. A Bolsa de Manila registrou hoje seu quarto pregão consecutivo em alta. O PSE Composto subiu 0,91%, fechando aos 2.392,56 pontos, seu melhor resultado desde 17 de maio. Dados recentes mostrando que a inflação subiu 6,3% nos últimos 12 meses - o menor índice em dois anos - reforçaram as expectativas dos investidores sobre a economia do país. Os papéis do conglomerado SM Investments Corp. foram os mais negociados no pregão, subindo 1,79%. Philippine Long Distance Telephone Co. teve alta de 2,04%. Em Sydney, o S&P/ASX 200 subiu 0,4%, aos 5.150,6 pontos, seu melhor resultado em quatro meses. As quedas nos preços do petróleo alimentaram especulações de ganhos em Wall Street. ?O mercado americano deve abrir em alta porque o petróleo caiu ainda mais nesta semana?, disse Patrick Crabb, chefe de vendas institucionais da Goldman Sachs JBWere. BHP Billiton subiu 1,3% e Rio Tinto teve alta de 1,7%. Na Malásia, o índice composto de 100 blue chips recuou 0,45% no fechamento. O Strait Times, da Bolsa de Cingapura, também fechou em baixa, de 0,03%, assim como o JSX Composto, da Bolsa de Jacarta (Indonésia), de 0,09%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

05 de setembro de 2006 | 07h04

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.