HK cai 1,4% com lançamento de ações do banco ICBC

O índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, registrou baixa de 1,4% hoje em razão das preocupações sobre o lançamento inicial de ações do ICBC, o maior banco da China, e de sua seguradora. ?O mercado está preocupado com a súbita transferência de liquidez do mercado secundário para o mercado primário?, disse Philip Chan, chefe de pesquisa da CSC Securities. A Bolsa de Xangai fechou em queda nesta terça-feira, sob o efeito do escândalo envolvendo o principal membro do Partido Comunista na cidade. Chen Liangyu foi demitido do cargo por envolvimento em um esquema de corrupção que usava recursos do fundo de pensão estatal em benefício de empresas do setor imobiliário. Como resultado, papéis de empresas de todo o setor foram afetados. O Xangai Composto caiu 0,6% e o Shenzhen Composto teve queda de 0,7%. Shanghai Tianchen teve desvalorização de 8,8%; Shanghai Xinmei Real Estate caiu 5,3% e Shanghai Jinfeing Investment sofreu retração de 5,2%. O yuan subiu e no fim do dia o dólar caía para 7,9188 yuans no sistema automático de preços, de 7,9212 yuans de segunda-feira. O índice Taiwan Weighted registrou baixa de 0,1%, seguindo as quedas nos mercados regionais. A tendência foi contida pela alta de papéis do setor financeiro. ?Os investidores acreditam que as ações do setor financeiro já atingiram o fundo do poço, mas não acredito que haja muito espaço para alta porque o consumo doméstico continua fraco?, disse Andrew Teng, gerente da Taiwan International Securities. Chinatrust Financial Holding subiu 1% e China Development Financial Holding registrou aumento de 0,8%. Mas Powerchip Semiconductor teve baixa de 1,6%. Ações de seguradoras, bancos e de empresas de tecnologia lideraram a queda no mercado sul-coreano. O índice Kospi encerrou o dia em baixa de 0,8%, com as crescentes preocupações sobre o declínio do consumo. Samsung Fire & Marine Insurance teve desvalorização de 2,7%. Os papéis do Korea Exchange Bank caíram 2,8%. LG Philips LCDE caiu 5,2% e KT Freetel registrou baixa de 2,1%. Os ganhos em Wall Street e a confiança nas perspectivas econômicas do país fizeram com que o índice PSE Composto, da Bolsa filipina, registrasse alta de 0,5% nesta terça-feira. Segundo o diretor da First Grade Holdings, Astro del Castillo, a alta de 0,6% do índice Dow Jones ontem deu aos investidores uma desculpa para tirar vantagem da estabilidade registrada ontem e comprar papéis. ?Os fortes fundamentos do país também sustentam o mercado?, disse ele. A blue chip Philippine Long Distance Telephone Co., a ação mais negociada no pregão, teve alta de 1,6%. Global Equities subiu 3,6%. Já Ayala Land caiu 1,7%. O mercado australiano não registrou a recuperação esperada, apesar dos resultados positivos em Wall Street ontem. A alta registrada na maioria dos setores foi contida por baixas no setor minerador. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,1%. Além do vencimento das opções, que acontece na quinta-feira, o mercado também aguarda os dados sobre a confiança do consumidor americano, que serão divulgados hoje, disse Justin Gallagher, da ABN Amro. A Bolsa de Kuala Lumpur (Malásia) fechou quase na estabilidade: o índice composto de 100 blue chips subiu apenas 0,02%. Desempenho semelhante teve a Bolsa de Cingapura, com o índice Strait Times encerrando em alta de 0,08%. Mas o JSX Composto, da Bolsa de Jacarta (Indonésia), terminou em baixa de 0,44%. (As informações são da Dow Jones).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.