HK: economia mundial preocupa investidores; Bolsa cai

O índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, caiu 1,2% hoje, com as preocupações sobre a desaceleração da economia global e os resultados decepcionantes das blue chips Hutchison Whampoa e Cheung Kong. ?O mercado está ficando menos preocupado com as taxas de juros e mais com a saúde da economia. Se o crescimento econômico se desacelerar, os ganhos das empresas podem ser atingidos?, disse Louis Wong, diretor de pesquisa da Phillip Securities. O mercado chinês registrou alta nesta quinta-feira, liderado por ações de empresas altamente capitalizadas e de companhias aéreas. O Xangai Composto fechou com aumento de 0,66% e o Shenzhen Composto avançou 0,54%. Bank of China subiu 0,6%; Daqin Railway teve alta de 1,3% e Yangtze Power aumentou 1,3%. No setor de aviação, China Southern Airlines registrou aumento de 4%; Eastern Airlines avançou 3,8% e Shanghai Airlines encerrou em alta de 5,2%. A moeda chinesa caiu e no fim do dia o dólar subia para 7,9715 yuans no sistema automático de preços, de 7,9686 yuans de quarta-feira. A queda nos preços de papéis de grandes empresas de tecnologia, transportes e construção resultaram na baixa de 0,1% do Taiwan Weighted, o principal índice da Bolsa de Taipé. Taiwan Semiconductor Manufacturing, a maior empresa do mundo na produção de chips (em rendimento), teve queda de 2,1%, depois da divulgação de um relatório do Citigroup dizendo que a taxa de utilização da fábrica irá cair no próximo trimestre, já que a empresa vem perdendo alguns pedidos para a concorrente United Microelectronics. Os dados sobre a venda de imóveis domésticos nos EUA (que registraram queda em julho) e a baixa dos principais índices do mercado americano preocuparam os investidores em Seul, que acreditam em uma possível desaceleração da economia. O índice Kospi fechou hoje em queda de 0,7%. Segundo o analista Lee Gun-Ung, da Daewoo Securities, os papéis de tecnologia e de corretoras lideraram a baixa. Samsung Electronics caiu 1,4% com realização de lucros, já que acumulou alta de mais de 8% na última semana. LG.Philips LCD perdeu 2,6%. A Bolsa de Manila fechou estável hoje. O PSE Composto, principal índice do mercado, registrou ligeira queda de 0,02%, a quarta baixa consecutiva. O mercado permaneceu neutro sobre a votação no Legislativo que não deu seguimento a um pedido de impeachment da presidente Gloria Macapagal Arroyo. A ação mais negociada do dia foi Philippine Long Distance Telephone Co. (PLDT), que caiu 0,3%, seguida por Banco de Oro, que avançou 6%, em razão da perspectiva de fusão com o Equitable PCI Bank. Megaworld, outra ação bastante negociada, registrou queda de 1,2% por causa de realização de lucros, já que havia acumulado ganhos de 4,9% nas últimas duas sessões. A reação do mercado australiano aos dados sobre a venda de imóveis residenciais nos EUA (piores do que o esperado) e a conseqüente queda nos mercados globais e de commodities foi exagerada em Sydney, em razão da grande movimentação no mercado futuro. O índice S&P/ASX 200 caiu 1,9%. As negociações do dia atingiram quase o dobro do volume médio diário. A Bolsa de Kuala Lumpur (Malásia) fechou estável, com o índice composto de 100 blue chips tendo queda de 0,01%. Em Cingapura, o índice Strait Times encerrou a sessão em queda de 1,06%. Na Bolsa de Jacarta (Indonésia), o índice PSX Composto declinou 0,64% no fechamento do pregão. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

24 de agosto de 2006 | 06h42

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.