HK enfrenta decepção com a Motorola, mas sobe 0,2%

O mercado de ações de Hong Kong fechou com leve alta nesta quarta-feira. O índice Hang Seng subiu 0,2%, mas foi pressionado para baixo pelas ações de empresas fornecedoras da Motorola, que divulgou resultados decepcionantes no terceiro trimestre. A Foxconn, fornecedora de telefones celulares para a companhia norte-americana, teve queda de 2,5%. AAC Acoustic Technologies, que produz componentes de áudio para a Motorola, caiu 4,9%. A Bolsa de Xangai, na China, fechou em alta, com o índice Xangai Composto apontando elevação de 1,3%. As principais responsáveis pela tendência positiva foram as ações de bancos e as da fabricante de uísque Sichuan Swuellfun, que é objeto de especulações sobre uma possível compra por companhias estrangeiras. Além disso, a bolsa foi impulsionada pelo fim das preocupações acerca de uma eventual queda na liquidez, que se seguiria à oferta inicial do Industrial and Commercial Bank of China (ICBC). O prazo de subscrição para a emissão gigante do ICBC termina amanhã. As ações dos bancos haviam sofrido fortes perdas e hoje foram demandadas pelos caçadores de barganha. O China Merchants Bank teve alta de 3,2%, China Minsheng Banking se valorizou 4,1% e Shangai Pudong Development Bank avançou 7,1%. Os papéis da Sichuan Swellfun subiram 5,3%. O dólar teve um leve recuo frente ao yuan. No sistema automático de preços, a moeda norte-americana foi cotada a 7,9067 yuans, contra 7,9080 yuans ontem. A atenção do mercado está voltada para alguns dados que devem ser divulgados pelo governo chinês amanhã: o crescimento do PIB no terceiro trimestre, a inflação de setembro e o nível de investimentos em ativos fixos. Influenciado pela queda das bolsas de Nova York, o índice Taiwan Weighted da Bolsa de Taipé, em Taiwan, recuou 0,8%. As ações dos setores de alimentos e de produtos eletrônicos registraram as maiores perdas. Na Coréia do Sul, apesar das preocupações quanto ao programa nuclear da Coréia do Norte, a recuperação no preço das ações de bancos levou o índice Kospi da Bolsa de Seul a uma alta de 0,2%. O pregão da Bolsa de Sydney, na Austrália, terminou com o índice S&P/ASX 200 em alta de 0,6%. Os operadores locais aguardam os dados sobre a inflação e o mercado imobiliário dos EUA, a serem divulgados hoje. No plano doméstico, as atenções se voltaram para o setor de mídia: a Seven Network comprou uma participação de 10% na West Australian Newspapers e a Publishing and Broadcasting confirmou que pretende vender seus ativos de mídia para PBL Media, uma joint venture com o fundo de participação CVC Asia Pacific. A Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou o pregão com o índice PSE Composto registrando leve alta, de 0,1%. Na Malásia, o índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur encerrou com baixa de 0,14%. O índice Strait Times da Bolsa de Cingapura teve ganho de 0,18%. Na Bolsa de Jacarta (Indonésia), o JSX Composto chegou ao fim do pregão com queda de 0,15%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2006 | 07h28

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.