Hong Kong cai 0,72% após resultado excepcional

Depois de registrar o melhor resultado em quase seis anos, o índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong fechou hoje em queda de 0,72%, apesar do aumento dos preços do petróleo, que beneficiaram a CNOOC. ?Os investidores esperam agora pela divulgação de mais resultados nos próximos dias para voltarem ao mercado?, disse Kenny Tang, diretor associado da Tung Tai Securities Ltd. A Bolsa chinesa registrou alta hoje, liderada por papéis de empresas altamente capitalizadas, em razão das notícias de que o governo vai encorajar mais empresas estrangeiras a investir no mercado de ações doméstico. O Xangai Composto subiu 1,74% e o Shenzhen Composto teve alta de 1,57%. O órgão regulador autorizou três instituições estrangeiras - Standford University, United Overseas Bank e Genereal Electric Asset Management - a investirem no mercado doméstico sob o programa de Investidores Institucionais Estrangeiros Qualificados, além de ter lançado quotas totalizando US$ 250 milhões para que Yale University e AMP Capital Investors invistam no país sob o mesmo programa. A moeda chinesa voltou a se valorizar hoje frente à norte-americana, depois de o Banco Central da China ter afirmado, e seu relatório trimestral, que a política cambial está entre as ferramentas que podem ajudar a ajustar os desequilíbrios de seu balanço de pagamentos. O dólar fechou em 7,9660 yuans no sistema automático de preços, de 7,9764 yuans quarta-feira. Em Taiwan, os ganhos com o setor de tecnologia superaram as perdas de papéis de companhias financeiras, sobre as quais pesam preocupações sobre provisões para financiamentos. O Taiwan Weighted encerrou o dia com ligeira alta de 0,1%, mas os traders acreditam que ações do setor de tecnologia registrarão novas altas, já que as exportações costumam aumentar no segundo semestre. O inesperado aumento de 25 pontos básicos da taxa de juros, determinado pelo Bando da Coréia, e as vendas no mercado futuro, em razão do vencimento dos contratos de opções, fizeram com que o índice Kospi encerrasse o dia em queda de 0,8% O índice PSE Composto, da Bolsa de Manila, fechou em baixa de 1%, a terceira queda consecutiva esta semana. As ações da Philippine Long Distance Telephone Co. (PLDT) lideraram a baixa, ainda em razão dos resultados da empresa, que anunciou na terça-feira declínio de 7,9% em seus lucros no segundo trimestre. Os papéis da PLDT foram os mais negociados do pregão, com perdas de 2%. Os ADRs da empresa sofreram baixa de 4,4% ontem em Nova York. Em Manila, a perda acumulada desde o anúncio dos resultados já chega a 6,4%. O mercado australiano de ações teve um dia relativamente calmo nesta quinta-feira, pois os investidores aguardam a divulgação de mais resultados corporativos, depois dos lucros decepcionantes da Telstra, nesta manhã. Os resultados da empresa ficaram ligeiramente abaixo do esperado e corretores criticaram a falta de transparência sobre dividendos. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,2%. O índice composto de 100 blue chips da bolsa de Kuala Lumpur (Malásia) teve alta de 0,18%; o Strait Times, da bolsa de Cingapura, teve queda de 0,83% e o PSX Composto da bolsa de Jacarta (Indonésia) perdeu 2%. (As informações são da Dow Jones).

Agencia Estado,

10 de agosto de 2006 | 06h50

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.