Hong Kong sobe 0,41% com alta da China Mobile

O índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong fechou em alta de 0,41%, a 20.651,42 pontos, no primeiro pregão após o mercado fechar segunda e terça-feira por causa do feriado do Ano Novo Chinês. O desempenho foi puxado pela alta da cotação da peso-pesado China Mobile, a maior operadora de telefonia móvel do país em número de assinantes, que encerrou em alta de 3,1%. A empresa teve crescimento em sua cotação após divulgar um aumento recorde no número de novos assinantes em janeiro: 4,86 milhões de usuários, elevando sua carteira de clientes para 360,1 milhões. Já os bancos chineses tiveram queda, devido ao anúncio do Banco Popular da China de que deverá elevar o porcentual de depósito que devedores terão de manter em reserva pela quinta vez em oito meses. O objetivo da medida é conter o crescimento do número de empréstimos. O Banco Industrial e Comercial da China (ICBC, na sigla em inglês), recuou 0,4%; China Construction Bank caiu 1% e Bank of China perdeu 0,3%. O índice Kospi, da Bolsa sul-coreana, caiu 0,1%, aos 1.451,38 pontos. Ações de tecnologia registraram alta, mas não o suficiente para superar a baixa dos papéis do setor bancário. ?A boa perspectiva sobre a decisão do Banco do Japão (o BC japonês) [sobre a taxa básica de juros] é dominante no mercado, mas alguns players parecem querer ver como as Bolsas americanas irão reagir à notícia?, disse Hong Soon-Pyo, da Hanyang Securities. Hynix Semi subiu 2,9% e Samsung SDI teve alta 3,9%. Já Kookmin Bank caiu 0,3%. Hyundai Engineering & Construction teve baixa de 3%, com a realização de lucros principalmente por parte dos investidores de varejo. No mercado filipino, o pregão registrou alto volume de negociações, embora o índice PSE Composto tenha subido apenas 0,1%, aos 3.378,92 pontos. Os participantes do mercado realizaram lucros depois de a Bolsa ter apurado seu melhor resultado durante o dia dos últimos 10 anos (3.417,08 pontos). Geograce caiu 11%, depois de ter acumulado ganhos de 45% nas últimas 4 sessões. Ayala Corp recuou 2,4% , mas PLDT subiu 0,4%, com a alta de 1,4% de seus ADRs ontem. O índice S&P/ASX 200, do mercado australiano, registrou queda de 0,6%, aos 5.951,80 pontos. A baixa foi motivada por informações não oficiais de que o Banco do Japão (BoJ) irá elevar a taxa básica de juros do país em 25 pontos-base (mais tarde, os rumores foram confirmados, com o BoJ tendo elevado o juro de 0,25% para 0,5% ao ano). Apesar das possíveis implicações negativas para a liquidez global, os dealers em Sydney não parecem muito preocupados. Segundo informe do Reserve Bank of Australia (o Banco Central do país), o fato de as taxas de juros locais estarem mais propensas a subir do que a descer também tiveram impacto negativo no mercado, assim como os resultados desapontadores da Brambles e da Tabcorp. Woodside subiu 1,4% e CSL (CSL.AU) avançou 10%. O índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, encerrou a sessão com alta de 1,28%, aos 1.278,22 pontos. Na Bolsa de Cingapura, o índice Strait Times fechou em alta de 1,75%, aos 3.293,61 pontos. O índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta (Indonésia), terminou o pregão em alta de 0,56%, aos 1.816,56 pontos. As Bolsas da China e de Taiwan não funcionaram em razão do feriado do Ano Novo Chinês. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.