Ibovespa abre em alta, mas pregão curto reduz volume

O índice Ibovespa à vista abriu em alta e avançava 0,32% às 10h08, a 34.658 pontos, mas a previsão para hoje é de um pregão de poucos negócios e baixo volume financeiro por causa do fechamento antecipado em razão do jogo do Brasil na Copa do Mundo. O mercado doméstico encerra os negócios às 15h, mas nos EUA as bolsas terão mais duas horas de pregão. A palavra final continua sendo dada por Nova York. Se as Bolsas em Wall Street tiverem um dia bom, como foi o de ontem, a Bovespa ter mais um dia de recuperação. Por enquanto, os índices futuros de ações nos EUA sugerem uma abertura negativa. O Nasdaq cedia 0,13% e o S&P 500 recuava 0,05%, reagindo com neutralidade aos dados semanais de auxílio-desemprego. O dado da agenda do dia que tem mais potencial para mexer com as expectativas de mercado em relação ao comportamento da economia norte-americana é o índice dos indicadores antecedentes de maio da Conference Board divulga, que sai às 11h. O mercado espera queda de 0,5%, após um recuo de 0,1% em abril. No mesmo horário, o Fed de Chicago apresenta o índice de atividade nacional de maio. Na Europa, as bolsas registram alta ao redor de 0,60%, puxadas pelos ganhos de mineradoras e companhias de petróleo e também se ajustando ao fechamento positivo em Nova York. Aqui, as ações da Vale do Rio Doce, que foram destaque de alta no pregão (a PNA subiu 5,47% e a ON +5,77%) devem continuar no centro das atenções. A Vale confirmou ontem à noite que fechou com as siderúrgicas chinesas reajuste de 19% para o preço do minério e redução de 3% para a cotação das pelotas de alto-forno, como o mercado já esperava desde a última a terça-feira, quando a australiana BHP chegou a um acordo com os chineses. Também ontem a empresa anunciou um programa de recompra de ações durante o prazo máximo de 180 dias, equivalente a 5% das preferenciais em circulação. O valor estimado da recompra é de cerca de R$ 2 bilhões.

Agencia Estado,

22 de junho de 2006 | 10h08

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.