Ibovespa abre em queda de 0,35%, aos 37.237 pontos

A realização de lucros iniciada ontem na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), após dois dias de altas expressivas, tem prosseguimento esta manhã. Nos primeiros negócios, a queda era de 0,35%, aos 37.237 pontos. Ás 10h07, o indicador apresentava perda de 0,64%, a 37.120 pontos. O índice futuro ampliou a baixa após a divulgação, nos EUA, dos dados revisados de produtividade e de mão-de-obra referente ao segundo trimestre e ao primeiro trimestre, indicando uma pressão inflacionária maior vinda do mercado de trabalho. O custo da mão-de-obra foi revisado para uma alta anual de 4,9%, de 4,2% no informe anterior. O custo da mão-de-obra no primeiro trimestre foi revisado para 9%, de uma estimativa preliminar que indicava aumento de apenas 2,5%. Os números pressionaram as bolsas em Wall Street, que já estavam em baixa, influenciadas por Intel, cujas ações operavam em queda de mais de 1%, depois de a empresa ter anunciado ontem a noite que vai dispensar 10,5 mil empregos, ou cerca de 10% de sua força de trabalho, até a metade de 2007. O Tesouro anunciou nesta manhã uma emissão de bônus em reais com vencimento em 2022. Segundo fonte ouvida pela Agência Estado, o valor da emissão terá um limite máximo de US$ 1 bilhão.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2006 | 10h10

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.