Ibovespa cai mais de 1% e oscilação não sai de cena

A Bolsa de Valores de São Paulo pode passar por um ajuste técnico positivo, depois de ter se desvalorizado 3,17% ontem, mas a volatilidade vai continuar sendo a tônica principal do mercado. O Ibovespa futuro está oscilando bastante desde a abertura do sistema eletrônico GTS, às 9 horas. O Ibovespa à vista abriu em baixa e perdia 0,61% às 10h02, a 36.516 pontos. Às 10h07, o índice recuava 1,07%, aos 36.348,2 pontos. A mínima do índice futuro no pregão GTS coincidiu com a divulgação dos dados da produção industrial de abril abaixo do esperado pelos analistas. A produção industrial, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em abril ficou estável ante março e recuou 1,19% em relação a abril do ano passado. Embora a produção industrial tenha frustrado as expectativas, o dado não será determinante para a Bovespa, que segue atrelada ao mercado externo. Se as bolsas norte-americanas sustentarem na abertura do pregão regular o sinal positivo (Nasdaq futuro +0,17% e o S&P 500 +0,11%), a Bovespa pode ter um dia de alívio. Na Europa, as bolsas mais importantes operam em queda expressiva, superior a 1%, repercutindo o discurso da véspera de Ben Bernanke (presidente do Fed, o banco central americano), que enfatizou a preocupação com o comportamento da inflação ao mesmo tempo em que afirmou que a economia está entrando num ritmo de crescimento mais lento. Os investidores interpretaram o discurso como um sinal de que o aperto monetário nos EUA deve se manter por mais tempo. Depois do discurso de Bernanke ontem, o mercado deve acompanhar com atenção os pronunciamentos de dois dirigentes da instituição. A diretora do Fed Susan Bies fala, às 12h15, durante conferência sobre gestão de risco em Coronado (Califórnia); às 15h45, o presidente do Fed de Kansas City, Thomas Hoenig, fala sobre as perspectivas da economia e a política monetária durante evento em Montrose (Colorado).

Agencia Estado,

06 de junho de 2006 | 10h09

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.