Ibovespa cai, seguindo NY e pressionado por siderúrgicas e Vale

A Bovespa fechou em queda nesta segunda-feira, 10, à medida que os investidores aproveitaram para realizar lucros após duas sessões seguidas de alta. A falta de fôlego em Nova York e o declínio das ações do setor siderúrgico e da Vale contribuíram para o recuo da bolsa.

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

10 de fevereiro de 2014 | 17h41

No término do pregão, o Ibovespa caiu 0,75%, aos 47.710,82 pontos. Na máxima do dia, o índice atingiu 48.136 pontos (+0,13%) e, na mínima, somou 47.465 pontos (-1,27%). No ano, a Bovespa acumula queda de 7,37% e no mês, alta de 0,15%. O volume de negócios totalizou R$ 6,775 bilhões.

O fraco desempenho dos mercados acionários em Nova York, que operaram de lado durante quase toda a sessão, foi seguido de perto pela Bovespa. A cautela dos investidores antes de um esperado discurso da nova presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, nesta terça-feira, 11, limitou o apetite por risco. Os investidores estão à espera da fala de Yellen em busca de sinais sobre o rumo da política monetária dos EUA após a fraca criação de empregos no país, reportada na última sexta-feira, 7.

O sentimento de baixa na bolsa brasileira também foi resultado de dados que mostraram um enfraquecimento da atividade industrial em países emergentes. O HSBC informou que o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) dos mercados emergentes recuou a 51,4 em janeiro, o nível mais baixo desde setembro do ano passado.

As perdas da Bovespa foram conduzidas pelas ações da Brookfield, que fechou com recuo de 6,40%. As ações de siderúrgicas também tiveram desempenho ruim, puxadas por ajuste após as altas expressivas na semana passada. Usiminas (-5,04%) e CSN (-3,27%).

As ações da Vale terminaram em queda antes da divulgação de dados importantes da China, que é uma grande consumidora de commodities. Na quarta-feira, saem os números da balança comercial chinesa em janeiro e, na quinta-feira, os índices de preços ao consumidor e ao produtor do mesmo período. Vale PNA (-0,72%) e Vale ON (-1,20%).

Do lado positivo, Petrobras PN subiu 1,11% e Petrobras ON avançou 0,67%. Entre os bancos, Banco do Brasil avançou 2,70% e Santander ganhou 0,61%.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.