Ibovespa encosta nos 53 mil pontos em dia de fraca liquidez

A bolsa terminou o dia em alta de 0,58%, aos 52.932,91 pontos, acompanhando a Europa e puxada por Petrobras e Vale

Claudia Violante, da Agência Estado,

26 de maio de 2014 | 17h48

O feriado do Memorial Day nos EUA enxugou a liquidez na Bovespa nesta segunda-feira, 26, e o giro doméstico teve seu pior desempenho desde o final de 2011. A trajetória das ações, no entanto, acompanhou o sinal positivo da Europa e o Ibovespa voltou a encostar nos 53 mil pontos, puxado por Petrobras e Vale.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 0,58%, aos 52.932,91 pontos. Na mínima, registrou 52.650 pontos (+0,04%) e, na máxima, 53.044 pontos (+0,79%). No mês, acumula ganho de 2,53% e, no ano, de 2,77%. O giro financeiro totalizou R$ 2,162 bilhões, o patamar mais baixo desde 26 de dezembro de 2011 (R$ 1,285 bilhão).

Segundo profissionais, o mercado se ajustou e puxou principalmente Petrobras e Vale na reta final dos negócios. Petrobras ON avançou 1,08%, PN, 0,90%, Vale ON, 1,16%, e Vale PNA, 0,45%.

No setor siderúrgico, CSN ON foi o grande destaque, com ganho de 3,69%, a segunda maior do Ibovespa, influenciada pelo anúncio, na sexta-feira, de um programa de recompra de ações de até 8,3% dos papéis em circulação. Gerdau PN, +1,33%, Metalúrgica Gerdau PN, +1,16%, Usiminas PNA, +0,24%.

No setor financeiro, Bradesco PN recuou 0,40% e Itaú Unibanco PN, 0,31%. O setor segue pressionado por conta do julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), da constitucionalidade dos planos econômicos, no próximo dia 28.

Na Europa, as bolsas subiram, impulsionadas pelo alívio dos investidores com o resultado das eleições na Ucrânia e no Parlamento Europeu, realizadas no fim de semana. Os mercados também foram esvaziados pelos feriados no Reino Unido e nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.