Ibovespa recua pelo 3º dia e fecha aos 67.306 pontos

Ibovespa terminou o dia em baixa de 0,83%; nestes três dias seguidos no vermelho, recuou 2,63%

Claudia Violante, Agência Estado

16 de dezembro de 2010 | 18h39

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) até ensaiou uma recuperação na abertura dos negócios, mas não se sustentou e terminou o dia em queda pela terceira sessão consecutiva. O principal índice doméstico, o índice Bovespa (Ibovespa), se descolou das Bolsas norte-americanas - onde o sinal preponderante foi positivo - e recuou mais de 1% no pior momento, quase perdendo o nível de 67 mil pontos. Os especialistas do mercado apontaram o vencimento de opções sobre ações na próxima segunda-feira como justificativa para tal comportamento.

O Ibovespa terminou o dia em baixa de 0,83%, aos 67.306,39 pontos. Na mínima, registrou 67.138 pontos (-1,08%) e, na máxima, atingiu 68.377 pontos (+0,75%). Nestes três dias seguidos no vermelho, recuou 2,63%. No mês, acumula queda de 0,59% e, no ano, de 1,87%. O giro financeiro negociado totalizou R$ 6,795 bilhões.

Segundo os profissionais do mercado, a Bovespa operou hoje espremida entre dois vencimentos, o de índice, ontem, e o de opções sobre ações na segunda-feira, e isso acabou promovendo esse descolamento, com a queda do Ibovespa. Além disso, os investidores ainda estão cautelosos com a crise da dívida na Europa e aguardam o resultado do encontro dos líderes da União Europeia em Bruxelas, que termina amanhã. A reunião vai servir para discussões sobre formas de tentar evitar e responder a futuras crises da dívida na zona do euro.

Nos EUA, as bolsas trabalharam a maior parte do dia no azul, ajudadas por alguns indicadores favoráveis. Foram bons o número de pedidos de auxílio-desemprego e a atividade industrial do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) da Filadélfia. Por outro lado, as obras de residências iniciadas nos EUA subiram menos do que o previsto em novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBovespaopçõesIbovespaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.