Ibovespa reduz ritmo, mas consegue fechar em alta

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores de São Paulo, chegou a subir 1,19%, aos 38.500 pontos, na manhã desta segunda-feira. Isso aconteceu durante o vencimento de opções, quando Petrobras PN também bateu a máxima do dia, com valorização de 2,45%. Mas, passado o vencimento, o mercado perdeu força e o Ibovespa fechou a segunda-feira em alta de 0,41%, aos 38.203 pontos. Operadores consultados pela AE atribuíram a perda de ritmo da bolsa principalmente a três fatores: a) a bolsa paulista subiu de manhã por causa do vencimento, puxada principalmente por Petrobras, mas à tarde, o mercado começou a vender Petrobras PN; b) as bolsas em Wall Street oscilaram bastante; e c) os mercados, de forma geral, aguardam com cautela o discurso que o presidente do Federal Reserve (o BC americano), Ben Bernanke, fará hoje à noite, quando abordará temas como curva de juros e política monetária. O movimento financeiro na Bovespa somou R$ 2,71 bilhões, sendo que R$ 739 milhões corresponderam ao vencimento de opções.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.