Ibovespa se firma em alta, na contramão de Nova York

Após uma abertura hesitante, a Bovespa se firmou em alta no pregão desta segunda-feira, 15, na contramão dos índices acionários em Nova York. Há pouco, o Ibovespa subia 0,91%, aos 57.443,48 pontos, neste dia de exercício de opções sobre ações. As blue chips Petrobras e Vale avançam de forma consistente e, juntamente com os papéis do setor financeiro, conduzem os ganhos da Bolsa paulista nesta manhã. Petrobras avança 1,73% as ON e 1,89% as PN, enquanto Vale ON e PNA exibem ganho de 1,19% e de 1,23%, nesta ordem, apesar da desaceleração da produção industrial chinesa em agosto. O gigante asiático registrou no mês passado a menor expansão desde a crise financeira de 2008.

ANA LUÍSA WESTPHALEN, Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2014 | 11h28

Por aqui, no pano de fundo, há expectativa pelo anúncio de medidas de estímulo à indústria. Neste momento, o mercado acompanha o discurso do ministro da Fazenda, Guido Mantega, na abertura do 11º Fórum de Economia da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EESP). Mais tarde, às 15 horas, o ministro se reunirá com executivos de 20 grandes empresas brasileiras com atuação no exterior no escritório da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo. Entre as propostas avaliadas, está a redução do Imposto de Renda cobrado sobre o lucro das empresas multinacionais e alterações na cobrança do PIS/Cofins, que seriam feitas no próximo ano, como a simplificação dos dois tributos.

Sobre a corrida presidencial, o Datafolha registrou nesta manhã uma nova pesquisa eleitoral, que pode ser divulgada a partir desta quinta-feira, dia em que deve terminar a coleta, conforme registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O levantamento nacional, encomendado pela TV Globo, vai avaliar as intenções de voto para a Presidência da República, a rejeição dos candidatos e a avaliação do atual governo. Serão entrevistados 5.362 eleitores, a partir de quarta-feira. Vale lembrar que é esperada para amanhã uma sondagem do Ibope, encomendado pelo Estadão e Rede Globo.

Em Wall Street, as bolsas de Nova York abriram há pouco em baixa, com o Dow Jones em queda de 0,11%, o S&P 500 em baixa de 0,24% e o Nasdaq, declínio de 0,73%. A agenda econômica está carregada no exterior nesta semana, mas as atenções estão concentradas na reunião de dois dias do Federal Reserve, que termina na quarta-feira, e que será seguida de uma entrevista coletiva da presidente da instituição, Janet Yellen.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.