Ibovespa sobe 1,11% e gira R$ 2,3 bi

A bolsa chegou a ensaiar uma realização de lucros na abertura, tomando como pretexto a rejeição da Arcelor à proposta de compra da Mittal. Porém, o forte volume financeiro impediu uma queda mais expressiva das ações e, no início da tarde, a Bovespa já subia. Fechou em alta de 1,11%, aos 38.242 pontos, no nono recorde histórico de fechamento do ano, com volume financeiro de R$ 2,29 bilhões. O movimento de alta foi assegurado pelo comportamento dos papéis do setor de siderurgia e também por Petrobras. Apesar dos alertas feitos hoje pelas instituições JP Morgan e Morgan Stanley sobre correção dos bônus de emergentes (JP Morgan) e sobre redução de exposição de Brasil em sua carteira (Morgan Stanley), o mercado doméstico tem mostrado força, em virtude do fluxo de capital estrangeiro e dos indicadores da economia brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.